Loading...

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Rock do dia 16/12/2011 DIO "Push





Ronnie James Dio é americano e seu verdadeiro nome é Ronald Padavona, assumiu o nome de "DIO" em homenagem a seus familiares italianos. Cantou e tocou baixo na sua primeira banda mais importante, ELF (onde gravou 2 álbuns). Outras bandas no seu início de carreira foram: Vegas Kings (formado por colegas da sua escola) que mais tarde mudou o seu nome para Ronnie and the Rumbles e depois deste, para Ronnie and the Redcaps. Tocavam em bailes universitários etc. Mais uma vez mudam o nome da banda para Ronnie Dio and the Prophets. Mudaram o nome mais vezes, The Eletric Elves, depois para The Elves e finalmente ELF.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Rock do dia 15/12/2011 Banda Pedra Preta de Itabira







35º Festival de inverno de Itabira, 27 de Julho de 2009, BPP, Marquinho Borges, Binho Borges, Giovane Borges,

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Rock do dia 08/12/2011 Skellter

                                   
                                       Clique aqui e confira a versão de BACK IN BLACK AD/CD

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Rock do dia 01/12/2011 Paul Gilbert - Bach Partita in Dm "Fuzz Universe"



PAUL BRANDON GILBERT

Paul Gilbert é um guitarrista estadunidense. Fez parte de bandas como Racer X na década de 1980, e do Mr. Big até 1996. A partir de então, se dedicou exclusivamente a carreira solo, compondo, tocando e cantando. Paul Brandon Gilbert nasceu em 06 de novembro de 1966 em Carbon Dale, Illinois, EUA. Aos cinco anos ganhou uma guitarra e um amplificador de brinquedo de presente de seus pais. Pouco tempo depois começou a ouvir grandes bandas de hard rock como Led Zeppelin, Aerosmith, Kiss e Heart. Mais tarde, dois grandes shows tiveram um forte impacto em sua decisão de ser músico: Van Halen e Ozzy Osbourne (com Randy Rhoads).

terça-feira, 22 de novembro de 2011

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Metrônomo e afinador online aqui!

Divulgando eventos


Festival da musica jovem em Itabira 



http://estacaodamusicajovem.com.br

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Rock do dia 14/11/2011 Foo Fighters "Free me"

Rock do dia 14/11/2011 Foo Fighters "Free me"

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Rock do dia 31/10/2011 Pink Floyd "Coming Back to Life"


                                




Biografia

Pink Floyd é uma banda de rock inglesa do século XX famosa pelas suas composições de rock clássico harmónico, pelo seu estilo progressivo e pelos espectáculos ao vivo extremamente elaborados. A origem do nome "Pink Floyd" deve-se à admiração do fundador Syd Barrett pela arte dos músicos Pink Anderson e Floyd Council, do blues.

É um dos grupos mais influentes na história do rock, além de um dos mais bem sucedidos, tendo vendido aproximadamente duzentos milhões de cópias de seus álbuns sendo o grupo que mais vendeu discos de toda a historia. A produção The Dark Side of the Moon manteve-se no Top 100 Billboard de vendas durante mais de uma década e continua a ser um dos álbuns mais vendidos de todos os tempos.

sábado, 29 de outubro de 2011

Rock do dia 29/10/2011 Evanescense "What you want"



sábado, 22 de outubro de 2011

Rock do dia 23/10/11 ACDC It's a long way to the top (if you wanna rock in roll)

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Trollagem: Quando as bandas decidem zoar com o playback

Veja nos dois videos abaixo um belo exemplo de "trollagem", quando as bandas decidem dar uma zoadinha ao se apresentar em programas de TV que geralmente colocam um playback da música em questão...

Lançamento de Nightwish "Imaginaerum"

Lançamento de "Imaginaerum"


O NIGHTWISH anunciou o dia 10 de janeiro de 2012, como a data de lançamento de seu novo álbum "Imaginaerum", pela Roadrunner Records.

Clipes Polêmicos


partir dos anos 80 o mercado da música mudou com a chegada da MTV e a explosão de videoclipes. Na época, não bastava lançar um disco, single e fazer uma turnê para divulgar o novo material. A criação de um clipe já era algo obrigatório.

A volta de Blink 182





O blink-182 lançou um novo disco de estúdio depois de oito anos sem músicas novas. Depois do grupo se reunir novamente para uma extensa turnê pela Europa e Estados Unidos, Mark, Tom e Travis voltaram ao estúdio e lançaram "Neighborhoods".

15 anos sem Renato Russo




No dia 11 de outubro de 1996 o líder da Legião Urbana perdeu a batalha para o HIV

E assim se passaram 15 anos desde que Renato Russo se foi selando assim também o fim da Legião Urbana a banda que por anos foi a mais popular e a com os maiores fanáticos do país. Renato morreu poucos dias após o lançamento do álbum A Tempestade ou o Livro dos Dias, seguramente o mais amargo da carreira da banda.

Rock do dia 12/10/2011 U2 "Magnificent"





Bono, Adam Clayton, The Edge e Larry Mullen Jr. formam uma banda irlandesa U2, hum dos artistas de Mais Sucesso na História da música. Formada los 1976, uma Iniciativa do baterista Larry FOI, Que colocou hum Cartaz "Procura-SE Músicos" no colégio Onde estudava. Paul Hensow (Bono) no vocal, Adam não Baixo e David Evans (The Edge) e Seu Irmão Dick (Ambos Guitarristas), com Larry, formaram entao o FeedBack. DEPOIS dissociação, o grupo passaria um hum adotar novo nome: The Hype. Começaram uma Ficar conhecidos, porém trocaram de nomo Mais UMA Vez:. U2 Não Anos Início dos 80, o U2 tinha Um contrato com uma gravadora Island Records e começava uma Mostrar Seu talento com o Lançamento do disco Boy, Que tinha uma música I Will Follow Como grande Destaque. Viriam uma outubro Seguir (1981) e War (1983), ESSE Último Abrindo Portas par o grupo irlandés não Cenário Internacional. Nele estao Presentes Dois Grandes sucessos do U2: Dia de Ano Novo e Sunday Bloody Sunday. Unforgetabble The Fire (1984) e O Passo seguindo de Bono & Cia, Que começavam um serviços reconhecidos CADA Vez Mais Pelo Seu Perfil Político e humanitário.. Uma ode um Martin Luther King, Pride (Em Nome do Amor), 

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Humor no cidades do rock - As três graças

Humor no cidades do rock - Saiba a diferença de um rockeiro para um "suposto rockeiro"

Humor no cidades do rock - Quando a Minha internet cai


sábado, 8 de outubro de 2011

Rock do dia 08/10/2011 Jota Quest Rock in Rio








No início dos anos 90, mais precisamente 1993, o rock brasil começava a ferver novamente. Depois de alguns anos de um certo vazio ou de ressaca para alguns, bandas como os Raimundos, Planet Hemp e Skank começavam a despontar nacionalmente.

Enquanto isso, em Belo Horizonte, o cenário não podia ser melhor. Tudo aquilo que não acontecera no boom dos anos 80, acontecia agora! Bandas de todos os tipos, tocando em todos os lugares. Festas universitárias, galpões alternativos, inferninhos sagrados… é deste caldeirão que surge o Jota Quest. Batizado inicialmente de J.Quest (somente em 1998 o nome Jota quest será oficializado), os primeiros ensaios contavam com Paulinho Fonseca (bateria), PJ (baixo) e Marco Túlio Lara (guitarra), depois chegou Marcio Buzelin (teclado) e por último Rogério Flausino (vocal).

A banda se moldou numa mistura sonora peculiar acrescentando black music ao rock e ao pop. Esse tempero tornou-se então o grande diferencial de sua música e mergulhados nesse ambiente quente da capital mineira, ao longo dos anos de 94 e 95, o J.Quest constrói repertório e sonoridade próprias e, no segundo semestre de 95, registram suas canções em seu primeiro álbum independente o J.Quest. O CD tornou-se o passaporte para que, em janeiro de 96, após assinar contrato com a Sony Music, os mineiros embarcassem para são paulo para a gravaçao de seu primeiro CD por uma grande gravadora.

Produzido por Dudu Marote e gravado nos estúdios Mosh, J.Quest (1996) traz o que a banda havia acumulado na bagagem ao longo de seus primeiros anos de estrada. A participacão de Toni Tornado, ícone da black Brasil nos anos 70, foi um grande presente. A partir dai, pela primeira vez, a banda rodaria o país de ponta a ponta, promovendo o seu primeiro álbum.

A vocação para estrada era evidente e a popularidade aumentava a cada dia. Nas apresentaçoes ao vivo, o grupo sempre se mostrou contagiante e vigoroso. Essas características passaram a ser uma busca para os álbuns seguintes. Fundir tudo isso não seria tarefa fácil.

A partir do segundo CD De Volta ao Planeta... (1998) o agora rebatizado Jota Quest apresentava uma sonoridade mais diversa. Cancões, rocks e o pop aliaram-se ao groove do primeiro álbum e, ao final de dois anos de turnê, o CD atinge a marca de 800 mil copias vendidas. Os resultados positivos, a mistura sonora e a identidade marcante apontavam para o que viria a ser uma longa e grata carreira vitoriosa.

A partir dai seguiram-se os álbuns: Oxigênio (2000), Discotecagem Pop Variada (2002), MTV Ao Vivo (2003), Até Onde Vai (2005) e, finalmente, o mais recente La Plata (2008).

A soma de suas difereças dá ao grupo uma estética única. O prazer pelo palco e a afinidade entre seus integrantes marcam esta trajetória que, ao que tudo indica, promete capítulos imperdíveis!!! Vida longa ao Jota Quest !!!

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Rock do dia 07/10/2011 Whitesnake "Love ain't no stranger"







Whitesnake é uma banda de hard rock britânica formada em 1977. Entre os seus sucessos destacam-se a balada “Is This Love”, do álbum Whitesnake de 1987, e a pesada “Love Ain’t No Stranger”, do álbum Slide It In de 1984.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Humor no cidades do rock - Pagando Migo

 Puta merda, que qui essa mulher achou que estava fazendo? quanta emoção... kkkkkk


Humor no cidades do rock - Esse é dos baooo

Humor no cidades do rock - Brincadeira Sem graça



Brincadeira sem graça


Humor no cidades do rock - ô louco meu eeesssaaa é a fera!

I Hope This Guy Gets Paid Well GIF - I Hope This Guy Gets Paid Well





ô louco meu  eesssaa é a fera!

Humor no cidades do rock






Fala mal dos meus Amigos pra ver oq te acontece

Pra quem gosta dos seus amigos! rsrsrsrs...

Rock do dia 05/10/2011 Nazareth - Vigilant Man

Nazareth - Vigilant Man




As origens do Nazareth remontam a 1961, ano em que Pete Agnew fundou o "The Shadettes". A primeira formação deste grupo foi: Pete Agnew (guitarra e vocal), Brian 'Pye' Brady (guitarra), Alfie Murray (guitarra), Alan Fraser (bateria) e Bobby Spence (baixo). 

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Rock do dia 04/10/2011 - Guns n' Roses November Rain

 Guns n' Roses November Rain










Biografia 








Biografia resumida do Guns N’ Roses.

De tanto gerar controvérsias, a banda chegou a ser apelidada de "A Mais Perigosa do Planeta". Exageros e marketing descarado à parte, o Guns N’ Roses foi uma das bandas mais influentes do final dos anos 80 e início dos anos 90. A banda revitalizou um cenário de hard rock desgastado e sem originalidade mantido por bandas em que o visual contava mais do que qualidade musical.


Legítimo representante do hard rock californiano, o Guns N’ Roses era apenas mais uma entre as centenas de bandas que surgiam e desapareciam no rastro do estilo criado por Motley Crue, Ratt e Poison, entre muitas outras. Talvez o que tenha diferenciado o Guns N’Roses era que eles não apenas cantavam sobre sexo, drogas e vida desregrada, mas viviam estes temas.

O primeiro componente da banda a se interessar por música foi Duff McKagan, baixista, que já em 1981 havia participado de dezenas de bandas em Seattle. Em 1982 McKagan através de um anúncio de jornal chegou a Slash e Steven Adler e, juntos formaram a banda Road Crew. A banda se desintegraria algum tempo depois mas os três integrantes mantiveram contato.

Em 1983 Izzy Stradlin e Axl Rose se encontraram pela primeira vez na banda Hollywood Rose que também não durou muito. Por esta época Duff tocava na banda 10 Minute Warning de Seattle que contava com Greg Gilmore, que viria a participar do Mother Love Bone, banda que, após a morte de seu vocalista, viria a dar início ao Pearl Jam.

Em 1984 Izzy Stradlin veio a conhecer a substituir Slash em uma banda chamada London. Axl Rose participava das banda Hollywood Rose e LA Guns (de Tracii Guns). Visto ambas as bandas sofrerem por falta de componentes e falta de convites para tocar, a saída mais óbvia foi fundir as duas. Estava fundado o Guns N’ Roses, cuja formação inicial foi: W. Axl Rose (vocais), Izzy Stradlin (guitarra), Tracii Guns (guitarra), Duff McKagan (baixo) e Robert Gardner (Bateria).

Logo após formada a banda agendou uma turnê. Três dias antes do primeiro show, Tracii e Robert abandonaram a banda e foram substituídos por Slash e Steven Adler. Esta formação iria durar mais e iniciar o grande sucesso da banda, embora a primeira turnê tenha sido um fracasso e eles tenham de ter vendido parte do equipamento para voltar para casa.

Morando em Los Angeles, sem contrato e competindo com centenas de bandas do mesmo estilo, o Guns N’Roses contava com algo além da música para sobreviver: roubaram, venderam drogas e mulheres durante algum tempo. Em 1986, contornando as dificuldades, gravaram um EP (disco de menor duração) com quatro músicas. O nome do disco, lançado de forma independente, era Live Like a Suicide, e continha quatro músicas gravadas ao vivo (inclusive um cover do Aerosmith, Mama Kin). Estas quatro gravações viriam a ser relançadas anos depois no disco Lies.

As coisas só começaram a mudar em 1987. Abrindo para bandas como Motley Crue, Aerosmith, The Cult, e contando com a ajuda de Alice Cooper, a banda conseguiu o seu primeiro contrato. Conta a lenda que apenas aceitavam discutir detalhes do acordo com a Geffen Records na hora do almoço, pois desta forma podiam ter ao menos uma refeição decente por semana.

Mas as dificuldades não durariam muito. Appetite For Destruction foi lançado em julho de 1987 e se tornou em pouco tempo o primeiro disco de estréia de uma banda de hard rock a alcançar o primeiro lugar nas paradas e também foi o disco de estréia que mais vendeu na história do rock, com cerca de 18 milhões de cópias vendidas somente dos Estados Unidos. À medida que o disco vendia mais e mais, a banda prosseguia com seus shows, abrindo para bandas maiores como Iron Maiden e Rolling Stones, e posteriormente encabeçando seus próprios shows.

Appetite For Destruction era um disco extremamente agressivo. Músicas rápidas e assuntos delicados como drogas, sexo e pobreza, tratados sem meias-palavras e com conhecimento de causa por uma banda que havia experimentado tudo isso. Welcome To the Jungle sintetizava a agressividade da banda. Ironicamente o maior sucesso foi a meia-balada Sweet Child o’Mine, tocada à exaustão nas rádios FM. A capa original do álbum (que mostra uma garota sendo estuprada por um autômato) foi considerada obscena e depreciativa contra as mulheres e proibida nos Estados Unidos e alguns outros países (no Brasil foi mais divulgada a capa original, embora haja algumas prensagens da capa alternativa).

Em 1988 a Geffen Record decide lançar um novo álbum, Lies, composto de apenas quatro composições novas e das quatro gravações do EP Live Like a Suicide de 1986. Torna-se claro neste disco o caminho que viria a ser tomado pela banda nos anos seguintes. Enquanto as quatro faixas gravadas em 1986 primam pela agressividade e velocidade, as novas faixas de 1988 introduzem instrumentos acústicos que culminam na melosa Patience. Lies também sobe as paradas e se junta a Appetite For Destruction, que continua a vender cada vez mais.

O Guns N’Roses se torna a primeira banda de hard rock a emplacar dois discos de uma vez entre os mais vendidos.

A banda passa a ser adorada por adolescentes e posers e começa a perder seus fãs mais radicais. Contrastando com o sucesso cada vez maior, os componentes parecem fazer questão de provar que continuam rebeldes e geram escândalos e controvérsias nos anos que se seguem: agressões a vizinhos e repórteres, tumultos constantes gerados durante os shows, brigas, abuso de drogas e bebida, prisões e dezenas e dezenas de processos em todos os países por onde a banda passava.

Ora abandonando os shows sem motivos aparentes, ora agredindo repórteres ou fãs que insistem em fotografar ou filmar as apresentações, ora começando os shows com horas de atraso, Axl contribui para gerar tensão em praticamente todas as apresentações da banda. Segundo ele próprio o perigo faz parte do espetáculo. Um dos maiores problemas enfrentados pela banda ocorreu durante o Donington Monsters of Rock de 1988. Em meio a mais um dos constantes tumultos gerados pelo estrelismo de Axl Rose dois fãs morreram esmagados pela multidão.

O abuso de drogas foi o motivo do primeiro desfalque entre os componentes. Em 1988 Slash por pouco não é despedido por abuso de heroína e em 1990 Steve Adler foi tirado da banda por não conseguir abandonar o vício. Steven Adler foi substituído pelo baterista do The Cult, Matt Sorum, com quem a banda havia excursionado no início da carreira. Se junta também à banda o tecladista Dizzy Reed. A estréia do novo grupo ocorre no Rock In Rio II.

Esta formação viria a gravar em 1991 os álbuns (duplos) Use Your Ilusion I e Use Your Ilusion II, registrando de vez o Guns N’ Roses como uma das maiores (talvez a maior) bandas de rock do mundo no início dos anos 90. As pessaos faziam filas gigantescas na porta das lojas à espera do cd, que sempre era esgotado em tempo recorde dos estoques. Embora se destaquem várias ótimas composições, a impressão geral que fica após o lançamento é o de que a banda e a gravadora queriam lucro fácil lançando dois álbuns ao mesmo tempo. A tendência da banda de rebuscar o som se confirma com a inclusão de backing vocals, naipes de metais, teclados e mesmo samplers em diversas músicas. Músicas pesadas como Right Next Door to Hell, Garden of Eden e You Could Be Mine (na realidade composta na época de Live Like a Suicide) dividem espaço com composições longas e rebuscadas como Breakdown e Civil War (música esta composta para um CD beneficiente e que conta ainda com as baquetas de Steven Adler). Não poderiam faltar as baladas como Don’t Cry, Knockin’ on Heaven’s Door, Estranged e November Rain, que mantém a banda na programação das rádios e MTV. O destaque dos discos fica por conta de Coma, uma música longa, de mais de 10 minutos, com muitas variações de ritmo e um clima tenso do início ao fim.

Uma turnê interminável se seguiu ao lançamento de Use Your Illusion I e II, e foi justamente este o motivo da saída inesperada de Izzy Stradlin, cansado da vida na estrada. A saída de Izzy ocorreu sem maiores danos à relação dele com o resto da banda. Foi substituído às pressas por Gilby Clarke e poucos meses depois lançou seu trabalho solo com a banda Izzy Stradlin and The Juju Hounds, que não obteve a repercussão esperada. A Use Your Illusion World Tour durou aproximadamente dois anos e no começo de 1993, Gilby sofreu um acidente de moto e a banda chama Izzy as pressas para assumir a guitarra-base. Izzy afirmou que só aceitou porque "os shows seriam em países tropicais". A turnê se encerra em julho, no estádio Monumental de Nuñez, na Argentina, com um show transmitido ao vivo pela TV e que foi encerrado com um forte abraço entre Axl e Slash. Este é marcado também por ser o último show da antiga formação do Guns N’ Roses.

Logo após o lançamento de Use Your Ilusion a banda anunciou que iria lançar um EP somente com covers de bandas punk que os influenciaram. O projeto cresceu até o ponto de se concretizar em 1994 como o LP de covers The Spaghetti Incident. Além das bandas punk (Damned, Misfits, Fear, Sex Pistols, entre outras) foram gravados covers do Nazareth, Johnny Thunders e Skyliners. Na falta de novas músicas da banda a controvérsia ficou por conta de uma faixa escondida no final do disco. Chamada Look At Your Game Girl a música é de autoria de Charles Mason, notório assassino condenado a prisão perpétua nos Estados Unidos que ficou famoso após assassinar a atriz Sharon Tate e um grupo de amigos. Axl Rose costumava ainda se apresentar nos shows com uma camisa onde estava estampada a foto de Mason.

Após o lançamento de The Spaghetti Incident, Duff lança seu álbum-solo, Believe In Me, que contou com as participações de Slash, Dizzy, Gilby, Matt e também de Sebastian Bach, vocalista do Skid Row, entre outros. No ano seguinte, Gilby Clarke é demitido e também lança um álbum solo. Para o lugar de Gilby vem Paul Huge, amigo de infância de Axl (segundo o que o vocalista afirmou no show do Rock In Rio III), e a banda lança o single Sympathy for the Devil, um cover de um clássico dos Rolling Stones, para a trilha sonora do filme Entrevista com o Vampiro. Em 1995, Slash lançou um álbum chamado It’s 5 O’Clock Somewhere, de um projeto-solo seu chamado Slash’s Snakepit. O guitarrista sempre fora considerado a alma musical do Guns N’ Roses, e os boatos sobre a dissolução da banda aumentam. Nessa mesma época, Slash afirmou já ter várias músicas compostas para o próximo álbum do Guns e disse que as músicas não aproveitadas fariam parte do seu projeto Slash’s Snakepit. Nessa mesma época, houve uma contato da banda com Zakk Wylde, guitarrista de Ozzy Osbourne, mas a entrada do guitarrista no Guns não vingou.

Em 31 de Outubro de 1996, Slash anuncia sua saída do Guns N’ Roses, dizendo que só tinha encontrado-se com Axl duas vezes desde 1994. Paul Huge foi apontado como um dos culpados pela saída de Slash, pois teria botado o volume de sua guitarra mais alta do que a de Slash na música Sympathy for the Devil. Em 1997, Robin Finck, do Nine Inch Nails, vem para substituir Slash, e no mesmo ano, Axl (agora dono de todos os direitos sobre o nome Guns N’ Roses) demite Matt e Duff decide sair da banda. No final de 1998, o sumido Axl é preso no aeroporto de Phoenix e é tirada uma foto sua aonde mostra o vocalista de cabelos curtos. Em 1999, Robin Finck sai do Guns N’ Roses e pouco depois a banda lança a música Oh My God, a primeira em cinco anos, como trilha sonora do filme ’Fim dos Dias’, com o ilustre fã Arnold Schwarzenegger. A provável formação que gravou essa música é W. Axl Rose, Dizzy Reed, Robin Finck, Paul Huge (também conhecido como Paul Tobias), Tommy Stinson (baixo) e Josh Freese (bateria). Em novembro de 1999, Axl concede uma entrevista a MTV falando sobre sua vida durante esses anos de reclusão e é lançado Live Era ’87-’93, uma coletânea dupla ao vivo do Guns N’ Roses, que também é sucesso de vendas.

Em 2000, Josh Freese sai do Guns e a banda contrata o baterista Brain, cujo verdadeiro nome é Brian Mantia. Neste mesmo ano, o Guns N’ Roses é anunciado como uma das principais atrações do festival Rock In Rio III, que seria realizado em janeiro de 2001 no Rio de Janeiro. Este show foi marcado como ’a volta do Guns N’ Roses’ e também por ser o maior público na história da banda, com cerca de 240 mil pessoas. A formação consistia em Axl, Dizzy, Robin, Paul, Tommy, Buckethead, Brain e Chris Pittman, este último não reconhecido como membro oficial da banda. No show é apresentada 5 músicas novas (Oh My God, Madagascar, The Blues, Silk Worms e Chinese Democracy), além dos antigos clássicos.

Em 2002, a banda faz uma tunrê mundial na qual pretendiam lançar o novo álbum Chinese Democracy. A tunrê estava prevista para durar até 2003, porém problemas internos impediram que isso acontecesse. Dizem as más linguas que a principal culpada do fim da turnê é a empresa Clear Channel, responsável na época pela administração do marketing do Guns N’ Roses. A turnê então tem muitos shows cancelados e encerra-se em dezembro de 2002, com um show no Madison Square Garden, em Nova York.

Um ano depois, em dezembro de 2003, o guitarrista Buckethead abandona a banda, alegando falta de interesse do Axl em lançamento de material e shows, fato que só seria oficialmente anunciado quatro meses depois. Com a saída de Buckethead, a banda cancela sua apresentação no Rock In Rio Lisboa, que aconteceria em 2004. No início de 2005, o empresário do Axl, Merck Mercuris, afirma que 2005 "é o ano do Guns N’ Roses", criando assim uma grande expectativa para o lançamento do álbum Chinese Democracy. Porém não é o que acontece, mais um ano se passa recheado de boatos.

No começo do ano seguinte, em 2006, Axl cede uma entrevista à revista Rolling Stone, onde revela detalhes do novo álbum. Axl conta para a revista que está trabalhando em 32 músicas novas, 26 estão praticamente finalizadas e dessas, 13 entrarão no álbum Chinese Democracy. Entre essas músicas, Axl fala que entre suas favoritas estão The Blues, Better e There War Time. Essas duas últimas viriam a cair na internet algumas semanas depois, junto com I.R.S e The Catcher In The Rye, completando assim 4 sons inéditos gravados em estúdio. Essas músicas mostram bem o novo estilo do Guns, com um hard rock mais atual e alguns efeitos eletrônicos, o que gerou uma grande polêmica entre os fãs adoradores do álbum Appetite For Destruction.

Em maio de 2006, o Guns N’ Roses reaparece com 5 shows em Nova York, sendo um acústico. Poucos dias depois, a banda divulga uma grandiosa turnê européia que se inicia em Madrid, no final de maio de 2006, como um show de aquecimento para o festival Rock In Rio Lisboa onde a banda era uma das principais atrações, novamente. O ano de 2006, com certeza, foi um excelente ano para a banda. Com um público de mais de 700 mil pessoas somente na Europa, a banda ficou entre as 10 mais sucedidas do ano. EUA e Canadá completaram as passagens do Guns N’ Roses em 2006, completando um total de 21 países.


Em dezembro de 2006, Axl Rose publica uma carta aberta ao fãs no site oficial do Guns, falando sobre o atraso no lançamento do Chinese Democracy e seu relacionamento com Merck Mercuriadis, seu empresário. Axl explica que quando corcordou em fazer a turnê norta-americana, ele e Merck tinham em mente que o CD seria lançado em 26 de dezembro, o que acabou não acontecendo. A banda e Axl decidiram, então, o fim do relacionamento com Merck Mercuriadis, e uma nova tentativa de lançamento do álbum seria feita no dia 6 de março de 2007.



No ano seguinte, em 2007, o Guns N’ Roses continua a turnê, que teve seu último show no Japão, em julho. Após mais de 1 ano na estrada, a espectativa para o lançamento do Chinese Democracy era imensa, por parte de todos. Até a marca de refrigerante Dr. Pepper publicou que iria distribuir uma garrafa de bebida de graça para cada cidadão dos Estados Unidos, caso o álbum fosse lançado até 31 de dezembro de 2008.



O Chinese Democracy se torna o álbum mais esperado de todos os tempos, tendo até agora um custo de produção de aproximadamente 13 milhões de dólares. 

domingo, 2 de outubro de 2011

Rock do dia 02/10/2011 Maroon 5 "This Love"








As vezes o Plano B é muito melhor que o Plano A. O vocalista/guitarrista Adam Levine, o guitarrista Jesse Carmichael, o baixista Mickey Madden e o baterista Ryan Dusick concordariam com essa afirmação, considerando que a sua primeira tentativa os rendeu elogios, mas nada mais. Agora, o grupo de rock Maroon 5, em sua segunda tentativa, graças a duas canções, ?Harder to Breathe? e ?This Love?, está vivendo a história de Cinderela de 2004.

sábado, 1 de outubro de 2011

Rock do dia 01/10/2011 Ozzy "Bark at the Moon"


sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Rock do dia 30/09/2011 Tarja Turunem - Dark Star

Tarja Turunen - Dark Star





Biografia



Eleita a voz da Finlândia em 2007, Tarja Soile Susanna Turunen Cabuli, mais conhecida como Tarja Turunen, descobriu sua paixão pelo canto lírico com 15 anos ao ouvir uma versão de "O Fantásma da Ópera" interpretada pela cantora inglesa Sarah Brightman. Desde então, soube que era o que gostaria de fazer, afinal, como era possível alguém cantar daquela forma? 

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Rock do dia 28/09/2011 The Cranberies "Zombie"








The Cranberries é uma banda irlandesa de rock alternativo que ganhou notoriedade durante a década de 1990. Em 2003, encerrou suas atividades temporariamente, sendo ainda indeterminado o provável retorno.

A banda é composta por Dolores Mary Eileen O’Riordan Burton (voz, tecladista e segunda guitarra), Michael Gerard Hogan (Baixo), Noel Anthony Hogan (Guitarra) e Fergal Patrick Lawler (Bateria).

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Rock do dia 26/09/2011 Sepultura Feat. Mike Patton - Roots Bloody Roots HD Live @ Rock in Rio 2011





Foi em Belo Horizonte, no ano de 1983 que a história do Sepultura começou. Mais precisamente quando os irmãos Cavalera Max e Igor decidiram chamar seus amigos de colégio Paulo Junior e Jairo para montar uma banda.

Um ano depois, num festival de bandas em Belo Horizonte, a Cogumelo Records contrata a banda, após o dono da gravadora ter assistido o show do Sepultura, e o grupo decide fazer um disco. O nome é Bestial Devastation, que foi gravado em apenas dois dias (dividido com a banda Overdose), mas só seria lançado em 1985. A banda, então, faz uma tour brasileira pra promover o novo petardo.

Já em 1986, é gravado o Morbid Visions, ainda pela Cogumelo Records e a banda sai em turnê novamente. Pouco depois, a gravadora relançaria o Bestial Devastation e o Morbid Visions em um só LP/CD. Ainda no mesmo ano, o guitarrista Jairo sai da banda, e Andreas Kisser, que já havia feito algumas jams com o grupo, junta-se a ele. Ainda em 86, o Sepultura processou o selo Shark por ter lançado albuns do Sepulturafora do Brasil.

domingo, 25 de setembro de 2011

Rock do dia 25/09/2011 Red Hot Chili Peppers "Can't Stop"






Red Hot Chili Peppers é uma banda estadunidense de funk rock vencedora de vários Grammys, com quatro membros, formada em Los Angeles, Califórnia em 1983.

Apesar de terem acontecido várias mudanças de membros e problemas pessoais, a banda conseguiu com sucesso juntar elementos de gêneros como funk, punk rock e rock psicodélico.

Os seus álbuns venderam mais de 50 milhões de cópias em todo o mundo. Detêm também o recorde de mais hits #1 de modern rock (10), e mais semanas no topo dessa lista (76).

Poucos foram os grupos de rock dos anos 80 que conseguiram derrubar tantas barreiras musicais e que foram originais ao fazê-lo como o Red Hot Chili Peppers. Com um estilo completamente inebriante, conseguido através da combinação do funk com o punk-rock (à mistura com uma presença em palco, no mínimo, explosiva), o RHCP acabou influenciando diversas bandas.

sábado, 24 de setembro de 2011

Rock do dia -24/09/2011- Kittie - I've Failed You


Kittie - I’ve Failed You





A banda canadense Kittie foi formada por Morgan Lander (vocal e guitarra), Jennifer Arroyo (baixo), Mercedes Lander (bateria) - irmã da vocalista Morgan. Mercedes e Fallon se conheceram nas aulas de ginástica em 1996 e juntamente com Morgan começaram os ensaios fazendo covers de Nirvana e Silverchair.



sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Rock do dia 23/09/2011 Placebo " Kings Of Medicine"





A banda inglesa Placebo foi formada pelos amigos de infância Brian Molko e Stefan Olsdal. Apesar do primeiro ser americano e o segundo escôses, eles se conheceram em um colégio em Luxemburgo, e depois de algum tempo sem se verem, voltaram a se encontrar em Londres, na Inglaterra, em 1994. Nesse mesmo ano, resolvem formar a banda, que ficou inicialmente sendo chamada de Ashtray Heart (Brian cantava e tocava guitarra, enquanto Stefan ficou com o baixo). Para isso, recrutaram o baterista Robert Schultzberg, que estava na Inglaterra para aprender mais sobre percussão. Este já conhecia Stefan, com quem havia tocado em uma banda de garagem na Escócia. Logo depois disso, resolvem trocar o nome para Placebo, e no final de 1995, lançam um single chamado "Bruise Pristine", pelo selo independente Fierce Panda Records.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Rock do dia 22/09/2011 Panamore "Mistery Business-Man"





Paramore é uma banda de rock alternativo, formada em Franklin, Tennessee (Estados Unidos), em 2004. A banda ficou famosa em diversos países com sucessos como: "That's What You Get", "Misery Business", "Decode", Emergency", entre outras.

Depois de algumas mudanças, a banda hoje é formada por Hayley Williams (vocal e teclado), Josh Farro (guitarra solo e vocal de apoio), Jeremy Davis (baixo), Zac Farro (bateria) e Taylor York (guitarra base).

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Rock do dia 21/09/2011 Evanescence

Evanescence - What You Want




BIOOGRAFIA


O enorme sucesso que a banda Evanescence teve até agora, nas palavras da co-fundadora e vocalista Amy Lee, “é realmente bizarro se você parar pra pensar. Obviamente, eu sempre achei que nós éramos bons o suficiente – eu amo nossa música e amo nossa banda – mas nunca achei que chegaria a esse nível. Eu olho meu rosto na capa do álbum as vezes e penso se sou eu mesma”. 

E realmente é. O intenso vocal de Lee, combinado com o musculo agressivo da banda, ajudaram o primeiro álbum Fallen vender mais de 12 milhões de cópias no mundo inteiro, lançando os hits "Bring Me To Life" (número 1 em vários países), "Going Under" e "My Immortal". Muitos prêmios seguiram, incluindo dois Grammys em 2003: Melhor Revelação, e Melhor Performance Hard Rock por "Bring Me To Life". 

O drama inerente na “pegada” musical de Evanascence – influências góticas que funcionam tanto com introspeccções lideradas pelo piano como com riffs de guitarra – obviamente agradou o público mundialmente. 

“Nós amamos o que fazemos, e acho que isso é visivel; nós tentamos colocar isso na nossa música,” Lee explica. “É real, honesto e genuino. Nós não estamos tentando só vender discos, vem do coração. De todos nós.” 

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Rock do dia 20/09/2011 The Doors "Roadhouse Blues"


The Doors foi uma banda de rock estadunidense dos fins da década de 1960 e princípio da década de 1970. O grupo era composto por Jim Morrison (vocal), Ray Manzarek (teclado), Robby Krieger (guitarra) e John Densmore (bateria). A banda ainda recebeu influências de diferentes estilos musicais, como o entre outros.

Canções como “Break on Through (To the Other Side)”, “Light My Fire”, “People Are Strange” ou “Riders on the Storm”, aliadas à personalidade e escândalos protagonizados por Jim Morrison, contribuíram de sobremaneira para o aumento da fama do grupo.

Após a dissolução da banda no início da década 70, e especialmente desde a morte de Morrison em 1971, o interesse nas músicas dos Doors tem-se mantido elevado, ultrapassando mesmo por vezes o que o grupo teve enquanto esteve activo. Em todo o mundo, os seus discos e DVDs já venderam mais de 50 milhões de cópias, e continuam a vender cerca de 2 milhões anualmente.

As origens dos The Doors surgem de um encontro ao acaso entre dois estudantes da escola cinematográfica UCLA, Jim Morrison e Ray Manzarek, em Venice Beach, Califórnia, EUA em Julho de 1965. Morrison disse a Manzarek que andava a escrever canções e, a pedido de Manzarek, cantou “Moonlight Drive”. Impressionado pelas letras de Morrison, Manzarek sugeriu que formassem uma banda.

A banda foi buscar o nome ao livro The Doors of Perception, de Aldous Huxley, que por sua vez o tinha ido buscar a um poema de William Blake, artista e poeta do século XVIII que dizia: “If the doors of perception were cleansed, everything would appear to man as it is: infinite” (se as portas da percepção fossem abertas, tudo apareceria ao homem como realmente é: infinito).

A banda se destacou na cena da época, porque foi uma das primeiras a tratar de temas obscuros, mulheres e dinheiro, mas também a sua música continha letras de cunho político, escritas na sua maioria por Jim Morrison. A batida “jazzística” de Densmore, o bailado das teclas de Manzarek, que com a mão esquerda tocava as partes que deveriam ser tocadas pelo baixo, e a guitarra de Krieger, que mostrava grandes influências do flamenco, da música indiana, do blues e da guitarra clássica, combinadas formavam um som original.

Muitas das músicas dos Doors eram feitas em comunidade; Morrison normalmente fazia as letras e parte da melodia, enquanto os outros trabalhavam no ritmo e composição da música. Morrison uma vez passeava numa praia da Califórnia com Manzarek, quando passaram por uma rapariga afro-americana; tendo escrito, baseado nisso, em apenas uma noite, a letra de “Hello I Love You”, referindo-se à rapariga como “dusky jewel” (jóia negra).

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Notícia : Voz de Justin Bieber é de uma menina ...vc acredita? Participe da enquete



Notícia:

Após receber uma denúncia, o jornal Sensacionalista apurou e descobriu que a voz de Justin Bieber é de uma menina, filha de brasileiros, nascida no Canadá. Na época, Júlia foi contratada pelo produtor de Justin Bieber por 10 mil dólares.

Rock do dia 19/09/2011 Deep Purple "Smoke On The Water" Show completo aqui tambem !!




Deep Purple é uma banda de  inglesa formada em Hertford, Hertfordshire. Em 1967, Chris Curtis, ex-baterista do The Searchers, teve a idéia exótica de reunir vários músicos muito talentosos num grupo chamado Roundabout (carrossel). Eles se revezariam em torno do baterista, como num carrossel. Depois que a idéia foi comprada pelo produtor Tony Edwards, o primeiro músico a topar a idéia foi o tecladista Jon Lord, colega de Curtis nos The Flowerpot Men, onde também tocava o baixista Nick Simper.

Era o final dos anos 60, e Curtis estava metido até o pescoço no espírito da época. Certa vez, Lord entrou no apartamento e encontrou as paredes cobertas de papel alumínio. Seu colega havia redecorado a casa pra mudar o astral. Liga, desliga, cai na estrada: Curtis desapareceu. O grupo achou um guitarrista - Ritchie Blackmore, conhecia um baterista - Ian Paice - que trouxe um colega da The Maze - o vocalista Rod Evans. Com a saída de Curtis, acabou a idéia do rodízio e a banda precisava trocar de nome. Em fevereiro de 1968, depois de queimar pestana em uma lista de nomes que incluía o pomposo Orpheus, acabou vencendo o título da música favorita da avó de Blackmore: Deep Purple.

O primeiro disco, Shades of Deep Purple, foi lançado em setembro de 1968. Recheado de regravações (incluindo versões progressivas de Help, dos Beatles, e Hey Joe, de Jimi Hendrix), o disco estourou nas paradas de sucesso dos EUA com uma música de Joe South: Hush, o primeiro single da banda. Em dezembro daquele ano, quando o segundo disco (The Book of Taliesyn) já havia sido lançado, eles fizeram sua primeira turnê na América, acompanhando o Cream. Nessa turnê, além de visitar a mansão de Hugh Hefner, criador da revista Playboy, o grupo também descobriu que outro motivo de seu sucesso no Novo Mundo vinha do nome da banda - o mesmo de uma droga então muito popular na Califórnia. O segundo disco também trazia regravações, como River Deep, Mountain High (sucesso na voz de Tina Turner), We Can Work it Out (Beatles) e Kentucky Woman (Neil Diamond). A composição Wring That Neck (chamada de Hard Road nos Estados Unidos, pela violência do nome) sobreviveu, no setlist do grupo, à extinção da primeira formação no ano seguinte. Foi o veículo de algumas das mais inspiradas trocas de solos entre Blackmore e Lord.

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More