Loading...

domingo, 2 de outubro de 2011

Rock do dia 02/10/2011 Maroon 5 "This Love"








As vezes o Plano B é muito melhor que o Plano A. O vocalista/guitarrista Adam Levine, o guitarrista Jesse Carmichael, o baixista Mickey Madden e o baterista Ryan Dusick concordariam com essa afirmação, considerando que a sua primeira tentativa os rendeu elogios, mas nada mais. Agora, o grupo de rock Maroon 5, em sua segunda tentativa, graças a duas canções, ?Harder to Breathe? e ?This Love?, está vivendo a história de Cinderela de 2004.


Lançado como single no verão de 2002, dezessete meses depois, ?Harder to Breathe? atingiu o número 4 nas top 40 do rádio. Mais de 500 shows, incluindo como banda de abertura para John Mayer, Sheryl Crow, Train e Counting Crows, e agora uma turnê solo, ajudaram a afirmar uma lista de razões pela qual o primeiro CD de Maroon 5, Songs About Jane, já vendeu mais de 1.900.000 cópias e levou os caras ao Tonight Show duas vezes, The Today Show, Jimmy Kimmel Live, Last Call with Carson Daly e The Late Late Show with Craig Kilborn. O próximo single, ?This Love? ficou em primeiro no top 40 e nos canais VH1 e MTV, simultaneamente. Foi também a primeira canção a ser certificada platina por número de downloads.

Mas talvez estejamos nos precipitando. E o Plano A?

Conhecido como Kara?s Flower, a banda de Levine, Carmichael e Madden no colégio (Dusick, que conhecia Levine desde que tinham 9 e 7 anos respectivamente, já havia se formado). Aqui estavam eles, com 17 anos e fazendo um disco com o lendário produtor Rob Cavallo (Green Day, Goo Goo Dolls, Michelle Branch). A vida era ótima.

É aqui que as notícias boas acabam. Seguindo uma temporada decepcionante com seu primeiro CD, The Fourth World, Kara?s Flowers terminou seu contrato com a gravadora. O plano A foi por água abaixo, deixando o quarteto pensando no futuro. ?Nós pensavamos ?Ok, o que vamos fazer agora?? lembra Levine. ?Então fomos pra faculdade pra descobrir.? Deixando Dusick e Madden pra trás estudando em Los Angeles, Levine e Carmichael colocaram o plano B em ação nos dormitórios da faculdade de Nova York.

?Nos corredores, tocavam música Gospel e as pessoas escutavam música que nunca tinhamos escutado antes, como Biggie Smalls, Missy Elliot e Jay-Z. O disco da Aaliyah tinha sido lançado nessa época, e nós ficamos impressionados. Quando eu penso em compositores, penso nos Beatles, Bob Dylan, Simon & Garfunkel ? as coisas que cresci ouvindo ? mas então pensei ?Eu quero fazer isso?. Stevie Wonder entrou na minha vida nesse momento?, Levine diz, ?e achei um jeito de fazer?.

?Eu comecei a cantar diferente?, ele disse a VH1, ?e Jesse começou a tocar teclado, foi isso que mudamos?. Quando a dupla se reuniu com Madden e Dusick em Los Angeles, eles estavam revigorados por ter adicionado R&B a seu rock explosivo. Com um novo pensamento musical veio o novo nome ? Maroon 5 ? e um quinto membro: o guitarrista James Valentine. ?James entrou bem quando estávamos decidindo o novo nome?, diz Levine. ?Nós claramente não éramos mais Kara?s Flower, com o James e uma novo estilo de fazer música. E também, quando você dá nome pra uma banda quando tem 15 anos, quando você faz 23, você provavelmente não vai mais gostar do nome?.

Fortificados com uma nova atitude, um novo som e um novo nome, Maroon 5 rapidamente atraiu a atenção das gravadoras. Octane Records, um novo selo independente de Nova York, contratou o grupo, e em 2001, Maroon 5 entrou em estúdio com o produtor Matt Wallace (The Replacements, Faith No More, Blues Traveler). ?Eu queria fazer um álbum de hardcore, com funk e R&B?, Levine lembra. ?Eu tenho que dar crédito ao pessoal da Octane porque eles realmente queriam que a gente fizesse isso. Matt Wallace também achou que tinhamos química como uma banda de rock & roll e seria uma pena perder esse elemento. Nós voltamos e gravamos a bateria ao vivo, com loops, e acabamos fazendo um álbum de rock, o que eu acho que dá um destaque maior?.

O álbum resultante, Songs About Jane, foi lançado em junho de 2002. Ritmos funk e clássicas melodias co-habitando com guitarras secas e uma poderosa base rock. Além disso tudo, o expressivo vocal de Levine canta estória atrás de estória sobre uma ex-namorada. Você já deve ter adivinhado o nome dela.

?Harder to Breathe?, um poderoso exercicio na guitarra, é uma música que ironicamente não é sobre Jane. ?Havia muita pressão para compormos?, Levine conta. ?Eu gosto de fazer música quando quero fazer música, e quando me sinto forçado, é meio frustrante. Claro que não tenho muito sobre o que reclamar, mas eu achei que já tinha acabado o álbum. Mas acabou sendo bom, porque fiquei tão puto que escrevi ?This Love? e ?Harder to Breathe?, que são as duas primeiras faixas do CD.?

Plano B? Quem disse que você não tem uma segunda chance para causar uma boa impressão?

Já estabilizada como banda de grande sucesso mundial, o Maroon 5 voltou com o segundo disco It Won't Be Soon Before Long, em 2007. Além de chegar ao primeiro lugar das paradas mundiais com a música Makes Me Wonder, o novo álbum do quinteto foi muito bem recepcionado pela crítica. Os outros singles desse disco foram Wake Up Call, Won't Go Home Without You e If I Never See Your Face Again, em um dueto com a cantora Rihanna.

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More